quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Texto de Luciana Elaiuy (umpontoum)

"Hoje já é o décimo terceiro dia do ano que, assim como os outros, passará voando. Não se assuste, daqui a pouco estaremos em junho, julho, agosto. E não se assuste, os fantasmas não têm calendário. Os inimigos não sabem contar. As investidas não se cansam. Não é uma zica no ano que está começando, e não quero jogar balde de água gelada nas suas costas logo no começo de 2011 (até porque essa função não é minha, mas de um senhor que caiu do céu no começo de toda essa história). Mas vamos lá: estamos em guerra. Eu estou, vc também e a gente sabe disso. A guerra é invisível. Ninguém vai ver quando começarem as aulas. Quando você voltar ao trabalho, no ônibus, no elevador, ninguém percebe, mas ela nunca precisou de muita platéia, não é?

O que fazer quando seus planos são todos muito bons e a vida parece lhe sorrir, mas quando você vê, no meio da multidão de coisas legais, seus inimigos continuam olhando fixo? Bom, já que você está aqui, e o exército oposto também, então é bom aprender a lutar.

Talvez sua luta seja contra um inimigo desconhecido. Talvez ele seja você mesmo, seus medos, seus segredos, seus defeitos. Talvez seja íntimo, de tantas derrotas que você já mostrou a ele. O que você deve levar, é a liberdade de saber que seus inimigos não são pessoas, não é carne ou sangue, até porque se fossem então você mesmo liquidaria tudo e não precisaria de um Deus. Uma guerra espiritual não é um ato terrorista. É uma chance de você saber quem você é em Deus. E é a chance de você ver que só mesmo um Deus de verdade e vive poderia te ajudar nisso. Chame pelos deuses mortos, e o silêncio deles dirão quem é o Vivo.

Então cerque-se de boas palavras. Ouça músicas que façam você se lembrar de um bom futuro, e não do ano e do tempo que já se foi. Leve a sério o que você falou pro céu. Ouça com seriedade o que o céu te falou. Não pegue no sono por causa do sonho (porque os sonhos reais fazem você despertar, e não o contrário). Ame-se mais do que no ano passado e prove esse amor 1- sendo humilde/ 2- sendo inteligente (é diferente de querer ser esperto) / 3- sendo uma pessoa pronta para o “Seja o que Deus quiser”.

Você não vive no tempo medieval. Mas pare pra pensar: você não acha que existem espadas e escudos por aí? Claro que existem!

Louvores são armas , palavras são tiros, servir é um esconderijo e entregar-se pra Deus é um desaforo para quem quer te roubar. Todos nós sabemos que a guerra continua mesmo sem armaduras de ferro, mesmo sem os cavalos e os gigantes. O tempo mudou, mas isso ainda é sobre um Reino acontecendo, um território sendo tomado, uma promessa, e pessoas dispostas a viver por alguma coisa e a morrer pra outras. Isso ainda é sobre um ladrão atento aos seus movimentos e um resgatador que sabe o que se passa dentro do seu peito toda segunda feira de manhã.

Talvez o ano não tenha começado perfeito. Talvez tenha, mas você não está 100% como imaginava. Ou quem sabe, você já entrou na guerra com lanças e espadas nas mãos, mas por alguma razão, você está no front dos covardes, na primeira fileira dos soldados amedrontados com mais um ano que se espalha ansioso. Mas não tem problema: não há soldado mais temível do que aquele que sabe que não pode lutar sozinho. E graças a Deus, o soldado ferido não é você.

O ano mudou? Mude também. Para viver o que ninguém viveu, é preciso fazer o que ninguém fez.

O ano continuou o mesmo? Diga a ele que seu Deus também. É bom saber que algumas coisas passarão, mas outras não!

New year, same God! – Não esqueça!"


Fonte: http://www.umpontoum.com/

Um comentário:

Ná* disse...

Q fofo!

Interessante =O

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...